SEGUNDA, 29/04/2019, 18:55

61,8% das delegacias do Paraná estão superlotadas

Em Londrina e região representante do Depen garante que todos os Distritos Policiais estão sendo reformulados e a grande expectativa é com a construção da Cadeia Pública de Londrina com mais de 700 vagas.

Um levantamento apontou que o Paraná tem hoje 11 mil presos nas delegacias, sendo que a capacidade é para 6,8 mil detentos.

Os dados foram coletados pela equipe de reportagens do G1 Paraná, embasados no Monitor da Violência, uma parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com os dados existem hoje 15,4% de superlotação nesse sistema carcerário com 21.507 detentos para 18.635 vagas. Desse total de presos, 30,7% trabalham e 36,3% estudam.

De acordo com o chefe regional do Departamento Penitenciário do Estado – Depen, Reginaldo Peixoto, desde o início da atual administração do estado está sendo feito o remanejamento dos presídios para reduzir o número de detentos nas carceragens, além de reformulação nos Distritos Policiais de toda a região. A intenção é atender com formação educacional de todos os detentos, para serem reinseridos na sociedade.

Ainda de acordo com Peixoto, a grande expectativa é com a construção da Cadeia Pública de Londrina que deverá atender mais de 700 detentos e desafogar ainda mais os Distritos Policiais.

Entre as ações a Penitenciária Estadual de Londrina, unidade II, tem se destacado o número de detentos que estudam.

Hoje na cidade 36 presos estão fazendo faculdade.

Em nota a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária - Sesp-PR esclarece que: “a atual gestão tem realizado ações para tentar reduzir a superlotação nas delegacias e prestar o atendimento necessário a todos os custodiados”.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade