SEGUNDA, 21/06/2021, 11:49

Agricultores de Apucarana e Arapongas trocam café por abacate e fazem produção da fruta crescer 34% no Paraná

Atualmente, estado é o terceiro maior produtor de abacates do país. Incremento passa diretamente por plantações das cidades norte-paranaenses, que são responsáveis por quase 20% de toda a produção

A produção de abacates no Paraná nunca esteve tão em alta. Nos últimos dez anos, o crescimento foi de 34%. Já em relação à área de plantio, o incremento chega a 19%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (21) pela Agência Estadual de Notícias. A expansão passa diretamente por produtores do norte do Paraná, que, nos útimos anos, optaram por trocar as lavouras de café pela produção da fruta. Agricultores de Arapongas e Apucarana, que correspondem a quase 20% de toda a área plantada, fizerem do estado o terceiro maior produtor de abacates de todo o país. A produção paranaense corresponde a 9,7% da nacional, ficando atrás da de São Paulo, que tem 50% da produção, e de Minas Gerais, que tem 28%.

Entre os produtores, destaque para João Costa, que tem uma propriedade em Apucarana. No sítio de 18 alqueires, ele cuida de 600 pés de abacate e cultiva mais de 400 toneladas da fruta por ano. A produção de uma única propriedade é enviada para todo o estado e também a outros estados, como São Paulo, Pará e Pernambuco. Costa faz parte da lista dos agricultores que descartaram o café para apostar no abacate. Está dando resultado.

Ao todo, o Paraná tem 1.200 produtores de abacate que, juntos, produzem, em média, 21 toneladas da fruta por hectare. Em abundância, o produto tem conquistado cada vez mais os lares paranaenses. No ano passado, por exemplo, o abacate foi a 13ª fruta mais comercializada nas Ceasas do Paraná. Foram vendidas quase 9 mil toneladas, resultando em um valor bruto da produção de R$ 30,5 milhões.
 

Por Guilherme Batista

Comentários