QUARTA, 06/05/2020, 19:24

“Alerta Geada” está em operação e já tem previsão de geada para o centro sul do estado

A região de Londrina não deve ter geadas.

Desde a última terça-feira está operando o “Alerta Geada”, serviço que o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater - IDR-Paraná e o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná - Simepar oferecem de maio a setembro para auxiliar os produtores a adotar técnicas para proteger os cafezais.

De acordo com a agrometeorologista do Iapar, Heverly Moraes, o alerta ajuda não só produtores rurais, mas diversos setores da economia como ação preventiva.

A região norte do estado não tem previsão de geadas, mas o alerta já existe para a região centro sul do estado.

Este ano a previsão é de um inverno com ingressos de massas de ar polar dentro da normalidade para o período na zona cafeeira paranaense.

Durante o período de funcionamento do serviço – dirigido prioritariamente à proteção de lavouras com até dois anos de implantação –, os pesquisadores acompanham as condições meteorológicas na região cafeeira do Estado e publicam diariamente um boletim informativo, que pode ser acompanhado nas páginas www.iapar.br e www.simepar.br, pelo telefone (43) 3391-4500 (custo de uma ligação para aparelho fixo) ou pelo aplicativo Iapar Clima, disponível de gaça na App Store e no Google Play.

Quem preferir se cadastrar no site receberá um SMS caso a região em que atue possa ter geada.

Para lavouras com idade entre seis e 24 meses, a recomendação é amontoar terra no tronco das árvores, até o primeiro par de folhas, já neste mês de maio, para proteger as gemas e evitar a morte da planta no caso de geada severa. Essa prática é chamada de “chegamento de terra” pelos cafeicultores e técnicos do setor.

Essa terra que protege os troncos dos cafeeiros deve ser mantida até o final do período frio, em meados de setembro, e então retirada preferencialmente com as mãos.

Para plantios novos, com até seis meses de idade, recomenda-se simplesmente enterrar as mudas quando houver emissão do Alerta Geada. Viveiros devem ser protegidos com várias camadas de cobertura plástica.

Nos dois últimos casos, lavouras novas e viveiros, a proteção deve ser retirada rapidamente, assim que a massa de ar frio se afastar e cessar o risco imediato de geada.

Por Bruno Carraro

Comentários