TERCA, 31/12/2019, 20:00

Apenas 70% dos produtores rurais atualizaram o rebanho em Londrina e Tamarana

O prazo final foi dia 20 de dezembro e quem não cumpriu pode ser multado.

A expectativa da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – Adapar era que ao menos 1700 animais em Londrina e Tamarana fossem cadastrados até o último dia 20 de dezembro.

Mas apenas 70% desse número recebeu atualização cadastral.

Apesar de o estado ficar oficialmente livre da vacinação da febre aftosa no dia 15 de novembro, os produtores rurais devem atualizar o rebanho junto a Adapar.

O recadastramento é mais amplo e abrange bois, búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas, peixes e a criação de abelhas.

De acordo com a  médica veterinária da Adapar, Vanessa Hashimoto, é necessário o recadastramento para o transporte dos animais.

Quem não cumpriu o prazo pode ser multado. A multa varia e pode chegar a R$ 100 por cabeça não cadastrada.

A atualização deve ser feita o quanto antes em unidades da Adapar, secretarias de agricultura, sindicatos rurais e no site da Adapar.

Quem for pego fazendo o transporte sem o registro atualizado, sofrerá sanções

Por Bruno Carraro

Comentários