SEGUNDA, 15/04/2019, 18:45

Balanço da PRF mostra queda significativa no número de acidentes e feridos no entorno da Expo 2019. Nenhuma morte foi registrada esse ano

Multas por dirigir após consumir bebida alcoólica caíram, mas quantidade de motoristas embriagados presos triplicou em relação ao ano passado.

Com o reforço do efetivo na BR-369 durante os dez dias de ExpoLondrina, a Polícia Rodoviária Federal aumentou também o número de veículos e pessoas abordadas, de testes de bafômetro realizados e de multas de trânsito nas imediações do Parque Ney Braga.

Os dados divulgados pela PRF mostram que houve uma redução significativa na quantidade de pessoas multadas por dirigirem após consumir bebida alcoólica, de 113 em 2018, para 68 agora. Em contrapartida, o número de prisões por embriaguez ao volante triplicou, passando de duas no ano passado para seis em 2019.

O agente Wagner Stochi, da Polícia Rodoviária Federal, avalia que os dados podem apontar para uma mudança do péssimo hábito de misturar bebida e direção, mas, por outro lado, a maior quantidade de prisões revela que mais gente foi abusou da bebida e foi dirigir depois.

O agente diz que na comparação com 2018, houve queda significativa no número de acidentes, que passou de 16 para nove, e de feridos, que recuou ainda mais, de 21 para nove casos. Mas o destaque foi a queda no número de mortes: duas no ano passado e nenhuma agora.

Wagner Stochi avalia que a operação superou as expectativas, principalmente pela redução no número de acidentes, de feridos e mortos.

Durante os dez dias da exposição a Polícia Rodoviária Federal também apreendeu 135 veículos, contra 94 no ano passado. O número de multas de trânsito cresceu, e passou de 761, em 2018, para 877 esse ano.

Por Marcos Garrido

Comentários

Publicidade