TERCA, 23/10/2018, 18:28

Com o tempo úmido, Secretaria do Ambiente tem dificuldades no combate à proliferação de formigas em áreas públicas

O inseto está se tornando resistente ao formicida e a Sema trata como desequilíbrio ecológico.

A Secretaria do Ambiente de Londrina está com dificuldades para fazer o combate de formigas cortadeiras em áreas públicas, por causa das chuvas. A proliferação dos insetos já se tornou uma praga que está quase incontrolável, sendo chamado por especialistas como desequilíbrio ecológico.

De acordo com o engenheiro agrônomo da SEMA, Marcos Vinicius Tersariol, com a umidade o formicida incha e as formigas não carregam para o formigueiro, mas ele alega também que elas estão se tornando resistentes aos produtos utilizados em fundos de vale, canteiros e praças.

A SEMA conseguiu firmar parceria com a Universidade Estadual de Londrina – UEL para combater as formigas em espaços públicos. Um especialista da área deve nas próximas semanas dar cursos para agentes e técnicos de Londrina e de outras cidades que passam pelo mesmo problema.

Em praças e campos podem ser utilizados formicidas que matam a rainha e acaba com o ninho.

Mas em fundos de vale, para não prejudicar ou poluir a vegetação, é preciso usar outros métodos que não seja veneno agressivo à vegetação.

A Sema não tem prazo para conclusão dos trabalhos de controle da praga, mas alerta a população alérgica às formigas, para que fiquem atentos ao visitar praças e canteiros.

Por Bruno Carraro

Comentários