QUARTA, 28/07/2021, 17:18

Comerciantes londrinenses esperam aumento das vendas impulsionado pelo Dia dos Pais

Otimismo do setor é motivado pela expectativa de recuperação econômica com avanço da vacinação contra Covid na cidade.

De acordo com os dados divulgados pela pesquisa realizada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) e a Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), a expectativa dos comerciantes paranaenses é de que as vendas relacionadas ao Dias dos Pais, celebrado no dia 8 de agosto, tenham um aumento, em comparação aos resultados do ano passado.

Ao todo, 500 empresários de todo o estado foram entrevistados e mil consumidores também participarem do levantamento. Na região de Londrina, os lojistas estão ainda mais animados e esperam um crescimento de cerca de 13% no faturamento, enquanto a média paranaense ficou em pouco mais de 9,5%.

Mas este otimismo, acima dos parâmetros gerais do estado, pode ter sido influenciado pela campanha Londrina Liquida, que incentivou os consumidores a irem às compras com ofertas no comércio da cidade. Segundo a presidente da Acil Marcia Manfrin, muitos comerciantes continuaram fazendo promoções com a chegada do inverno rigoroso deste ano.

Ela considera que a atual situação da pandemia no município e o avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 também são fatores que se somam para a avaliação positiva do setor.

Ainda segundo o levantamento, 61% dos empresários da cidade acreditam que a situação econômica possa melhorar nos próximos meses. No entanto, uma parcela considerável dos entrevistados, 37% demonstram preocupação.

Quando o assunto é o próprio negócio, este percentual muda bastante. Apenas 15% dos comerciantes continuam apreensivos, enquanto 85% deles estão otimistas. O Índice de Confiança do Comerciante paranaense confirma a perspectiva de melhora, com um aumento de 13 pontos no indicador, em relação ao último balanço.

Entre os consumidores, 78% acreditam que o Dia dos Pais deste ano vai ser melhor que a data em 2020. Por outro lado, o gasto dos londrinenses com a data deve ficar abaixo da média estadual, de R$168,69. De acordo com a pesquisa, o tíquete médio no município é de R$ 153,45.

Por conta da pandemia, os meios digitais ganharam espaço ao longo do último ano e mais da metade dos entrevistados afirmaram usar plataformas virtuais para pesquisar preços. Ainda assim, a maioria dos clientes deve buscar o comércio de rua para comprar os presentes.

Marcia Manfrim avalia que os lojistas devem se adaptar às mudanças no comportamento de consumo da população, para oferecer um serviço capaz de atender os clientes tanto no espaço físico, quanto no virtual.

Os principais presentes procurados, segundo a pesquisa, são as roupas e os calçados, com mais da metade das intenções de compra. Perfumes, ferramentas, livros e bebida também foram opções citadas pelos consumidores. A maioria dos entrevistados disse que vai passar a data em casa e apenas 6% deles pretendem celebrar o Dia dos Pais em restaurantes.

Por Victor Assis

Comentários