QUARTA, 07/04/2021, 18:45

Conselheiros Tutelares e Agentes de Trânsito podem ter prioridade na vacinação contra a Covid

Prefeitura informou que aguarda posição do Ministério da Saúde e da Sesa para liberar vacinas aos dois grupos.

Além dos 25 Conselheiros Tutelares da cidade, que receberam apoio do Ministério Público e da Vara da Infância e da Juventude para terem prioridade na vacinação em Londrina, os cerca de 70 agentes municipais de trânsito da cidade também querem ser imunizados primeiro. O pedido foi enviado pelo diretor de Trânsito da CMTU, major Sérgio Dalbem, ao secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, na última segunda-feira.

No documento, o diretor alega que os profissionais da Companhia fazem parte das forças de segurança e vêm trabalhando diariamente no auxílio, por exemplo, à campanha de vacinação contra a Covid.

Em entrevista à CBN Londrina, Sérgio Dalbem defendeu a prioridade dos agentes de trânsito na imunização e afirmou ainda que, pelas características do próprio trabalho, eles acabam se expondo diariamente a um risco maior de contágio pelo coronavírus.

No caso dos Conselheiros Tutelares, o pedido da juíza Camila Cardoso, da Vara da Infância e da Juventude, foi enviado ao gabinete do prefeito Marcelo Belinati na última segunda-feira e no dia seguinte encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde.

No oficio, a magistrada solicita ao Prefeito que, em função do atual cenário da pandemia na cidade e do avanço da vacinação nos trabalhadores da saúde e nos idosos, seja liberada a inclusão dos conselheiros tutelares como grupo prioritário para imunização.

A juíza argumentou ainda que os profissionais lidam diariamente com situações de risco de contágio nos diversos atendimentos que fazem e destacou a essencialidade do serviço para as crianças e adolescentes.

Fizemos contato com o Núcleo de Comunicação da Prefeitura, para ter uma posição sobre os pedidos feitos. O NCom informou que encaminhou a solicitação da Vara da Infância e da Juventude para avaliação da SESA e da Coordenação Nacional de Imunização. Em relação ao pedido da CMTU, a assessoria da Prefeitura informou que ele foi enviado ao Ministério da Saúde.

Por Marcos Garrido

Comentários