SEGUNDA, 23/08/2021, 19:29

Em três dias, prefeitura de Bela Vista do Paraíso publica dois decretos restringindo atividades e circulação de pessoas e veículos

Assustado com avanço da doença no município, prefeito afirmou à reportagem da CBN Londrina que medidas foram a única alternativa para tentar frear a Covid.

Com o novo decreto publicado nesta segunda-feira, apenas três dias depois de outra normativa municipal que já trazia uma série de restrições, as atividades comerciais e a circulação de pessoas e veículos nas ruas da cidade ficam proibidas entre as 21h e as 5h, até o dia 31 de agosto. Os mercados, padarias, açougues e distribuidoras de bebidas, por exemplo, podem funcionar de segunda a sábado, das 06h00m às 21h00m, e aos domingos das 06h00m às 13h00m.

Os bares, lanchonetes, restaurantes e outros podem funcionar de segunda-feira a domingo, das 08h00m até as 21h00m, mas o sistema de delivery pode ir até a meia-noite. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo e nos estabelecimentos comerciais também fica proibida das 22h até as 05h durante todos os dias. A presença de consumidores nestes estabelecimentos fica limitada a 50% da capacidade máxima e eles devem ainda priorizar as entregas.

As farmácias podem ficar abertas das 06h às 21h, de segunda a sábado, e das 06h às 13h aos domingos. As aulas presenciais nas escolas públicas municipais e creches ficam suspensas por tempo indeterminado. O atendimento individualizado aos alunos da educação fundamental com dificuldades no ensino remoto fica permitido, desde que autorizado pelos pais.

Nas escolas estaduais, particulares e nas faculdades, as aulas presenciais estavam liberadas, mas, o prefeito Fabricio Pastore explica que elas foram proibidas com o novo decreto. Assustado com os números dos últimos dias, ele diz que o problema começou em um asilo da cidade e que as restrições publicadas nesta segunda foram a única alternativa para tentar frear a doença na cidade, que registrou mais de 500% de aumento dos casos na semana passada.

Para o prefeito, a vacinação trouxe um sentimento de imunidade total contra a doença e muita gente tem abusado e deixado as medidas de proteção de lado.

O prefeito disse ainda esperar que outros municípios da região façam o mesmo, caso contrário, na avaliação dele, a doença vai continuar avançando, já que muitos moradores de Bela Vista, por exemplo, trabalham em outras cidades e se deslocam diariamente.  

Por Marcos Garrido

Comentários