QUARTA, 11/07/2018, 18:11

Ex-guarda municipal acusado de matar três pessoas vai a júri popular em Londrina

Decisão é da 1ª Vara Criminal de Londrina, que ainda não marcou data do julgamento. Defesa do acusado deve recorrer.

O ex-guarda municipal Ricardo Leandro Felipe, acusado de assassinar três pessoas em Londrina em abril do ano passado, vai a júri popular. A decisão da 1ª Vara Criminal desta quarta-feira, assinada pela juíza Elizabeth Kather, também determina que ele continue preso até o julgamento, ainda sem data marcada.

Felipe, que foi expulso da corporação após o triplo homicídio, usou a arma do trabalho pra tirar a vida do pai e do filho de uma ex-namorada e da sócia de uma outra ex-companheira. Ele fugiu para fora do estado depois de cometer os crimes, mas foi localizado e preso pela polícia.

Desde o ano passado, a Vara Maria da Penha, que cuida do processo, realizou uma série de audiências para ouvir testemunhas de acusação e de defesa, além do próprio ex-guarda municipal.

Tudo foi repassado à 1ª Vara Criminal, que fez uma análise e decidiu pelo júri popular. Raquel Spinosa, que teve o pai e o filho assassinados por Felipe, destaca que a determinação traz um pouco de tranquilidade e conforto aos familiares.

Por outro lado, os advogados do acusado sempre trabalharam com a tese de que ele teria agido durante um surto psicótico, mas laudos realizados pelo Instituto Médico Legal de Londrina não comprovaram a hipótese levantada pela defesa, que, agora, prepara um recurso contra a decisão pelo júri popular. Uma informação que não surpreende a família das vítimas.

Raquel garante ainda que está preparada para acompanhar a possível batalha de recursos antes do agendamento do júri, que, de acordo com ela, pode trazer justiça ao caso, considerado um dos mais emblemáticos de Londrina dos últimos anos.

A CBN também tentou contado com os advogados do ex-guarda municipal, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

Por Pauta CBN

Comentários

Publicidade