TERCA, 14/04/2020, 19:19

Isolamento social pode elevar o número de casos de violência a idosos e crianças

Lei estadual determina que condomínios notifiquem a polícia com possíveis casos suspeitos de agressões e abusos.

Crianças sem ir à escola e com atividades em casa. Muitas vezes, famílias vivem juntos com avós e tios. Isso pode elevar o número de agressões a idosos e crianças, além de facilitar o abuso sexual.

De acordo com a delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime – Nucria, Lívia Pini, foi verificada o número de queda de boletins de ocorrências, porém os registros podem vir depois do período de isolamento social, somente depois da quarentena que as denuncias devem surgir. 

Entrou em vigor nesta semana a Lei Estadual a qual obriga os condomínios residenciais e comerciais a comunicar os órgãos de segurança pública quando houver em seu interior a ocorrência ou indícios de ocorrência de violência doméstica e familiar contra mulheres, crianças, adolescentes ou idosos.

A legislação prevê que a comunicação deverá ser realizada à Delegacia da Mulher, no prazo de até 24 horas da ciência do fato.

Segundo a delegada mesmo em casos suspeitos o síndico pode comunicar a polícia.

Nas próximas semanas, a Polícia Civil vai fixar cartazes nos condomínios com as orientações gerais.

Por Bruno Carraro

Comentários