QUINTA, 16/09/2021, 18:20

Londrina segue com aplicação de vacinas contra gripe para toda população até fim de setembro

Cerca de 220 mil pessoas foram atendidas ao longo de seis meses. Para receber imunizante é necessário fazer agendamento por telefone.

A imunização contra a Influenza em Londrina vai se encerrar no fim deste mês. A ação teve início ainda em abril atendendo aos grupos prioritários, como gestantes e crianças. No mês de junho, a vacinação foi ampliada e, com isso, toda a população do município pôde receber o imunizante que protege contra as três principais cepas em circulação.

De acordo com o último levantamento divulgado pela pasta, 220.746 aplicações foram realizadas ao longo de seis meses. O número representa pouco menos de 40% dos londrinenses. O relatório aponta que aproximadamente 70% do público-alvo foi alcançado. O percentual é inferior à meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de 90%.

Quase 72 mil pessoas com mais de 60 anos foram atendidas durante a campanha e mais de 27 mil crianças foram vacinadas. O balanço mostra ainda que cerca de 17 mil profissionais da saúde e oito mil pessoas com comorbidades também receberam o imunizante. Ainda assim, o grupo da população geral segue na liderança no ranking da vacinação no município, com 84.209 doses aplicadas.

Em Londrina, para tomar a vacina contra a Influenza, é necessário fazer o agendamento, por telefone, em um dos postos que, atualmente, fazem parte da campanha. Com exceção das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que estão sendo utilizadas para aplicação da dose anti-covid ou como referência para o atendimento de sintomas respiratórios, todas as demais podem ser acionadas.

No site da Secretaria Municipal de Saúde, uma lista está disponível com o horário de funcionamento de cada UBS e o número para contato. Quem for receber o imunizante deve apresentar, no momento da aplicação, um documento de identificação com foto e a carteira de vacinação.

A pasta orienta às pessoas que tomaram recentemente o imunizante contra o coronavírus, que aguardem um período de 14 dias, para então, receber a vacina que protege da gripe. No caso de quem teve o diagnóstico positivo para a Covid-19, este prazo é maior, de quatro semanas, a partir do início dos sintomas ou da confirmação por exames.

Por Victor Assis

Comentários