SEXTA, 30/07/2021, 18:31

Londrina teve, em junho, o 3º melhor saldo do ano na criação de empregos, com quase 1.300 vagas

No acumulado de janeiro a junho, cidade registra saldo positivo de mais de 4.500 mil postos, apesar do mês de maio com números negativos.

Os empregos formais nas cinco principais cidades da Região Metropolitana de Londrina apresentaram saldo positivo de 1.894 postos em junho. No acumulado de janeiro a maio, os cinco municípios já tinham apresentado um aumento de pouco mais de 7.300 empregos com carteira assinada. Apenas Ibiporã registrou queda na criação de postos formais no mês.

O destaque positivo da análise regionalizada dos dados do CAGED, em termos proporcionais, foi para Rolândia, que teve um crescimento de quase 1% nas vagas de emprego em relação a maio. Em termos absolutos, Londrina liderou a criação de vagas, com saldo positivo de 1.298 empregos.

O coordenador do Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas, o NuPEA, da UTFPR, professor Marcos Rambalducci, afirma que com os quase 1.300 novos postos, a cidade teve o terceiro melhor resultado do ano no CAGED. No acumulado de janeiro a junho, afirma Rambalducci, Londrina registrou saldo de mais de 4.500 mil postos, apesar do mês de maio com números negativos.

Considerando todas as cinco cidades, o setor que se destacou em relação a geração de empregos formais foi o Comércio, com 739 postos, seguido da Industria com saldo positivo de 638 vagas e o Setor de Serviços com outros 538 postos.

O destaque negativo foi o setor agropecuário com um recuo de 87 empregos em relação a maio, muito em função de algumas demissões em Ibiporã, explica Rambalducci.

As cinco cidades representam 82% da população e mais de 86% do PIB da Região Metropolitana de Londrina.

Em relação ao Paraná, o estado ficou com o quarto maior saldo do país na geração de empregos com carteira assinada em junho, com quase 16 mil postos, o que representou um aumento de 0,56% em relação ao mês anterior.

Por Marcos Garrido

Comentários