TERCA, 22/05/2018, 10:30

Manifestações e bloqueios de rodovias continuam no Paraná. Em Londrina, tem protesto na PR 445 e na BR 369

A categoria não aceita os constantes aumentos no preço dos combustíveis.

Caminhoneiros continuam em protesto nas estradas do Paraná e segundo o presidente do sindicato da categoria na região, Carlos Delarosa a adesão está maior hoje. As manifestações e bloqueios parciais das rodovias começaram nesta segunda-feira em repúdios aos aumentos nos preços dos combustíveis.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, tem manifestação de caminhoneiros na PR 445, perto do pontilhão, no posto Cupim, em Cambé. Os veículos de carga também estão parados no acostamento na PR 445, KM 69 – perto do posto Formigão – desde ontem. Carros de passeio transitam normalmente. 

No sábado, o juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da Seção Judiciária do Paraná, concedeu uma liminar que proíbe eventuais bloqueios totais de rodovias federais no estado, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora de interdição. Na decisão, o juiz até consente a possibilidade de manifestações que fechem meia pista das estradas, desde que não haja bloqueio total. A previsão inicial da categoria é que os protestos durem 72 horas, na tentativa de avanços nas negociações com o governo.

Na manhã desta terça-feira, segundo a PRF, tem bloqueio na BR 369, no KM 178 na altura do pedágio de Arapongas. Veículos de carga estão parados no acostamento, mas carros passam normalmente. O trânsito está um pouco lento, mas nenhuma obstrução. Tem bloqueio também na região: em União da Vitória, Santa Mariana, Mauá da Serra e Santo Antônio da Platina.

Por Claudia Lima

Comentários