SEXTA, 22/05/2020, 08:25

Medo de derrota faz líder do prefeito adiar votação de empréstimo para Sercomtel

Município quer 30 milhões de reais para salvar a companhia de um colapso financeiro.

Após as duas votações apertadas nos projetos de autorização de empréstimos para recape asfáltico e iluminação em LED, a liderança do governo na Câmara de Vereadores decidiu retirar de pauta um terceiro projeto de empréstimo, no valor de 30 milhões de reais, para tentar dar uma sobrevida à Sercomtel Telecomunicações. Em janeiro deste ano, a empresa foi a leilão na Bolsa de Valores, mas não apareceram interessadas. Paralelo a isto, a empresa enfrenta um processo de caducidade na Agência Nacional de Telecomunicações, Anatel, que pode resultar até na cassação da licença de serviço da companhia.

Eram necessários 10 votos para aprovação do projeto em primeira discussão, mas o rumo da conversa entre os vereadores e o presidente da Companhia, Cláudio Tedeschi, fez o líder do prefeito Jairo Tamura perder a confiança na aprovação e pedir a retirada de pauta por uma sessão.

Durante as mais de quatro horas de discussão, o principal questionamento dos vereadores era em relação à falta de alternativas viáveis para a recuperação da empresa em meio ao mercado competitivo da telefonia móvel. O vereador Eduardo Tominaga, que presidiu uma comissão especial de acompanhamento do processo de caducidade, falou da queda do valor da empresa e criticou a ausência de representantes da prefeitura na discussão.

 

Mário Takahashi foi outro a questionar o investimento da prefeitura de 30 milhões de reais em uma empresa que neste momento não desperta interesse do mercado.

 

Cláudio Tedeschi defendeu a reestruturação da Sercomtel, com um plano de recuperação que prevê corte de pessoal e otimização de recursos.

Tedeschi apontou como um dos culpados pela atual situação o plano de demissão voluntária mal sucedido em gestões anteriores, que resultou em uma enxurrada de ações trabalhistas e até reintegração de funcionários.

A discussão sobre o aval da Câmara para que a prefeitura empreste 30 milhões de reais para a Sercomtel voltará a ser feita na sessão da próxima quinta-feira.

Por Marco Feltrin

Comentários