TERCA, 10/08/2021, 19:04

Micro e pequenas empresas criaram quase 73% dos empregos do Paraná no primeiro semestre

Levantamento do Sebrae mostra que segmento foi responsável por mais de 86 mil das novas vagas abertas aqui no Estado.

Um dos pilares da retomada dos empregos do Paraná. O levantamento produzido pelo Sebrae Nacional, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, mostra que as micro e pequenas empresas do estado criaram 86.293 postos de trabalho durante o primeiro semestre. Número que corresponde a quase 73% de todas as novas vagas.

E o setor responsável pela maior quantidade de contratações foi o de Serviços, com quase 30 mil admissões, seguido pela Indústria de Transformação, com 22.800 postos e o Comércio, com pouco mais de 20 mil. De acordo com o Sebrae, em números absolutos, o Paraná foi o terceiro estado que mais gerou empregos no primeiro semestre, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

O coordenador estadual de políticas públicas e de acesso a serviços financeiros do Sebrae Paraná, Amberson Bezerra, explica que os números revelam a força das micro e pequenas empresas na retomada da economia. Ele destaca a criação de modelos de negócio, além da agilidade na tomada de decisão, entre outros pontos para os bons resultados.

O levantamento do Sebrae aponta ainda que mesmo em um ano atípico como 2020, o Estado conseguiu gerar quase 53 mil novas vagas e ficou com o primeiro lugar no país na criação de postos de trabalho. E, mais uma vez, a maior parte, cerca de 38 mil foram contratações de Micro e Pequenas Empresas.

O relatório também mostra que, nos últimos 12 meses, o segmento foi responsável no país por mais de 2 milhões de novas admissões, número que representa 72% dos postos de trabalho criados de julho do ano passado a junho de 2021 e que foi quase três vezes maior que a quantidade de contratações das grandes e médias empresas.

Por Marcos Garrido

Comentários