QUINTA, 19/04/2018, 19:19

Ministério Público ainda busca medidas sociais para retirar moradores de rua da Concha Acústica e da Praça Dom Pedro I

Uma força tarefa está sendo desenvolvida há mais de dois meses para reinserir as pessoas que vivem nesses locais à sociedade.

A prefeitura de Londrina está desenvolvendo um trabalho de mapeamento da população em situação de rua na Concha Acústica, região central e Praça Dom Pedro I, no Jardim Shangri-lá. O levantamento e as ações de apoio são desenvolvidos com a parceria do Ministério Público, Secretarias de Obras, Saúde e Assistência Social, além da Guarda Municipal, polícias Civil e Militar, Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização – CMTU e moradores do entorno dois espaços públicos.

De acordo com o promotor Paulo Tavares, o grupo já se reuniu nos meses de março e abril desse ano, a nova agenda está prevista para o mês que vem, onde serão apresentados os números oficiais de quantos moradores de rua estão nesses locaos e as condições para serem reinseridos na sociedade.

Tavares ressalta que, não depende só da união de todo esse grupo, os moradores de rua têm que aceitar o trabalho que será apresentado a eles de reinserção à sociedade, caso eles não aceitem serão conscientizados da necessidade de eliminarem dos espaços públicos os materiais de uso pessoal e todo acúmulo de lixo e drogas.

O promotor ainda revela que não há uma solução para o problema que afeta todas as grandes cidades do País.

A Secretaria de Assistência Social ressalta que, trabalha em conjunto com o MP e demais órgãos da prefeitura a fim de atender às necessidades das pessoas em situação de rua, não só na praça Dom Pedro I e da Concha Acústica, mas também em um todo, os trabalhos estão sendo realizados de forma concomitante aos casos citados na reportagem.

Por Bruno Carraro

Comentários