TERCA, 14/06/2016, 19:29

Ministério Público da prazo de 30 dias para que, fabricantes e revendedores de embalagens recicláveis coloridas, destinem corretamente os materiais

Por causa da crise, esses pets estão parados nas cooperativas, somente os de cor clara e transparentes estão sendo revendidos.

A crise atingiu até o setor de reciclagem. As cooperativas de reciclagem em Londrina estão com dificuldades para revender os pets coloridos, tudo por que a demanda de fábricas caiu muito com a crise econômica do país e os materiais sem cor ou de cor clara têm sido os únicos que as empresas que compram plásticos aceitam.

Por causa disso, a Promotoria do Meio Ambiente de Londrina reuniu-se com representante s de cooperativas e de empresas que revendem produtos com pets coloridos para que destinem corretamente o material que estão se acumulando nas cooperativas.

Segundo a promotora do Meio Ambiente, Solange Vicentin, foi dado um prazo de até 30 dias para que esses fabricantes das embalagens coloridas retirem os materiais das cooperativas.

Os fabricantes devem transportar tudo para São Paulo ou assumir a estocagem.

A Promotoria do Meio Ambiente de Londrina, ainda ressalta, a população deve continuar separando normalmente os pets coloridos junto com a reciclagem e, quando esse material chegar nas cooperativas os recicladores vão separar para as empresas fabricantes recolherem.

As empresas se colocaram à disposição para dar destinação correta aos reciclados, além de, oferecer empresas que podem comprar os pets coloridos.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade