TERCA, 13/08/2019, 19:17

Movimentos sociais e sindicatos fazem ato público no Calçadão

Manifestação foi organizada em protesto contra os cortes na educação e a Reforma da Previdência.

O protesto, realizado em diversas cidades do país, foi convocado pela União Nacional dos Estudantes. Em Londrina, o ato público foi organizado pelo Comitê Geral Unificado, composto por várias frentes e movimentos sociais, com apoio do Coletivo de Sindicatos.

A concentração do protesto em defesa da educação e contra a reforma da previdência foi no Calçadão, entre as avenidas Rio de Janeiro e São Paulo.

Eliel Machado, coordenador da Frente Popular Povo Sem Medo, uma das organizadoras do protesto, avalia que nos sete meses de governo Bolsonaro o país vem passando por um verdadeiro desmonte, não só na área da educação.

O autônomo Eduardo Afini conta que participa de uma série de movimentos e diz que foi à manifestação para protestar contra o atual governo, não só por conta da Reforma da Previdência e dos cortes na educação.

O aposentado Ademir Lima diz que foi ao ato público porque é o mínimo que pode fazer. Diz que, a princípio, não é contra a Reforma da Previdência, mas acredita que as mudanças que estão aí vão prejudicar somente os mais pobres.

A passeata percorreu algumas ruas do Centro e foi encerrada na Concha Acústica com uma série de discursos e atividades programadas pelos manifestantes.

Por Marcos Garrido

Comentários

Publicidade