QUINTA, 17/06/2021, 08:00

Orçamento da prefeitura para 2022 volta a ser discutido na Câmara de Londrina

Em reunião da Comissão de Finanças, Plano Diretor atrasado foi questionado como fator de prejuízo ao planejamento da cidade

A Câmara de Vereadores de Londrina deu mais um passo para aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias do município para 2022, com a realização de uma audiência pública remota comandada pela Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo. Sem autorização para reuniões presenciais, foi permitida a participação da população por meio de comentários no Facebook.

A prefeitura prevê receitas e despesas próximas dos 2,3 bilhões no ano que vem, com R$ 877 milhões vindos de impostos e mais de um bilhão em recursos estaduais e federais. Já em relação aos gastos, a maior fatia será para o pagamento de pessoal e encargos sociais, com 1,2 bilhão.

A diretora de orçamento da Secretaria de Planejamento, Darling Maffato fez a explanação dos números e explicou que, neste ano, também está sendo elaborado o Plano Plurianual, feito a cada quatro anos como ferramenta de planejamento a médio prazo, definindo procedimentos, objetivos e metas para a prefeitura em paralelo à LDO.

A vereadora Lenir de Assis questionou a diretora sobre os eventuais prejuízos ao planejamento do município sem a aprovação do Plano Diretor, que está atrasado em Londrina desde 2018. Darling afirmou que existe a possibilidade de alterações com um novo projeto de lei.

Giovani Mattos, presidente da Comissão de Finanças da Câmara, avaliou a reunião como positiva e destacou a possibilidade de participação popular no planejamento das contas do município.

Os projetos da Lei de Diretrizes Orçamentárias e o Plano Plurianual precisam ser enviados à Câmara até 31 de agosto.

Por Marco Feltrin

Comentários