QUARTA, 31/10/2018, 19:05

Padre que criticou vereador em entrevista é condenado pela justiça a pagar R$ 2 mil ao parlamentar

A ação por danos morais foi movida por Filipe Barros, do PSL.

O 6º juizado especial cível de Londrina condenou o padre Cristiano Bento a indenizar em R$ 2 mil o vereador e Deputado Federal eleito, Filipe Barros, do PSL, por danos morais.

O padre da paróquia da região sul de Londrina, teria dado entrevista criticando e ofendendo o parlamentar o chamando de homofóbico e racista.

O caso ocorreu há mais de um ano.

Segundo Filipe Barros, não há problemas com críticas, mas a maneira que foi feita ultrapassou o limite legal.

Nos autos do processo o padre se defendeu e disse que “apenas agiu em defesa das classes que foram alvos dos xingamentos”, relembrando o vídeo divulgado em que Barros xinga manifestantes de uma greve geral.

O Padre não vai comentar a decisão da justiça.

Por Bruno Carraro

Comentários