QUARTA, 03/06/2020, 18:45

Paraná registra aumento de 250% nas mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave desde o início da pandemia

Segundo os cartórios de todo o estado, os óbitos registrados em domicílio e por causas indeterminadas também cresceram desde março. Outro dado que chama a atenção é a diferença entre o número de mortes pela Covid-19 divulgado pela Sesa e os registrados nos cartórios.

O levantamento feito a pedido da CBN Londrina no Portal da Transparência do Registro Civil revela que de 2019 para 2020, a quantidade de mortes pela chamada Síndrome Respiratória Aguda Grave no Paraná aumentou 250%, saltando de 24 para 86 casos. No país, o estado é o 13º colocado no ranking de mortes pela síndrome.

A presidente do Irpen, Instituto de Registro Civil de Pessoas Naturais do Paraná, Elizabete Vedovatto, afirma que a diferença de um ano para outro chama bastante a atenção, apesar do aumento nos registros pela SRAG nesta época do ano serem mais comuns. O número de óbitos por causas indeterminadas também cresceu 10%.

Outro dado que chama a atenção é que, de acordo com os cartórios, o estado tem até agora 536 mortes pela Covid-19, bem mais que o dobro dos 199 confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde no boletim de terça-feira.

A diferença, explica a presidente do Irpen, teria como causa o fato de que muitas declarações de óbito, mesmo em casos suspeitos da doença, trazem a causa da morte como Covid-19, e acabam não sendo retificadas.

Elizabete Vedovato afirma ainda que essa falta de retificação da causa da morte é bem comum entre as famílias que perderam algum parente e tende a aumentar nos próximos meses, ampliando ainda mais a divergência nos números da Covid-19.

A presidente do Irpen diz ainda que as mortes em domicílio são mais comuns nessa época do ano, mas não no percentual registrado agora, de quase 25%, ou 3.125 óbitos, de um total de mais de 13.600. O número representa um aumento de 14% em relação a 2019 e, segundo Elizabete Vedovatto, é atípico.

Para ela, o dado mostra que os cartórios estão vivendo uma realidade completamente diferente durante a pandemia.

O Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Paraná reúne 515 cartórios distribuídos pelos 399 municípios do estado.

Por Marcos Garrido

Comentários