TERCA, 16/02/2021, 17:02

Piracema termina no dia 28 de fevereiro em todo o Paraná

Segundo a Polícia Ambiental, pescador está mais consciente e, de maneira geral, tem respeitado a proibição da pesca predatória na região.

A Polícia Militar Ambiental tem acompanhado de perto os dias que antecedem o fim da chamada Piracema em todo o estado. O período, que proíbe a pesca de peixes nativos em rios, lagos e represas, principalmente com a utilização de redes e tarrafas, teve início em novembro do ano passado e vai até o próximo dia 28. Depois dessa data, a pesca predatória passa a ser permitida novamente, desde que os pescadores respeitem o tamanho dos peixes que, segundo normativa do Ibama, podem ser retirados das águas. Em entrevista à CBN nesta terça-feira (16), o tenente Rafael Freitas da Silveira, da Polícia Ambiental, avaliou como positiva a realização anual da Piracema, destacando que, com o tempo, o pescador tem se mostrado mais consciente e, de maneira geral, respeitado a proibição da pesca predatória.

 

Apesar de já quase no fim, a Piracema continua vigente no estado. Quem for flagrado furando o período, segundo o tenente, vai ser multado em 700 reais mais 20 reais por quilo de peixe pescado. O notificado também poderá responder por crime ambiental. Vale lembrar que, desde o início da Piracema, a Polícia Militar Ambiental recebeu uma série de denúncias da população. São registradas, por exemplo, pelo menos três queixas por semana na região de Londrina. A parceria ajudou as equipes a tirarem muitas armas de fogo e centenas de metros de redes e tarrafas de circulação. Pelo menos oito pescadores também foram detidos e encaminhados para delegacia.

 

O telefone da Polícia Ambiental para denúncias e mais informações é o 181.

Por Guilherme Batista

Comentários