TERCA, 14/05/2019, 19:25

Plataformas de aplicativos de transporte devem procurar a CMTU para esclarecimentos da regulamentação dos serviços em Londrina

O decreto municipal que regulariza a atividade passa a valer dia 28 de maio e até lá a Companhia de Trânsito está orientando as empresas e condutores por aplicativo para se enquadrarem no sistema.

Foi publicado no dia 28 de março desse ano no Diário Oficial do Município o decreto que regulamenta o serviço de transporte por aplicativos em Londrina.

Depois de protestos os motoristas, à época, conseguiram que o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, atendesse algumas demandas da categoria.

Segundo representantes do setor hoje em Londrina são 4 mil motoristas cadastrados em oito diferentes plataformas.

Os motoristas conseguiram manter a frota com vida útil de dez anos, mas continuam proibidos de pararem em pontos do transporte coletivo ou nos pontos de taxi. Também não podem usar as faixas exclusivas de ônibus, que era outra reivindicação.

A emissão de autorização para exploração do serviço que trata o decreto ficou condicionada ao regular credenciamento das Empresas de Tecnologia de Transporte, junto à Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização - CMTU.

De acordo com o coordenador de transportes comerciais da CMTU, José Carlos da Silva, o decreto passa a valer dia 28 de maio, com isso as empresas de aplicativo e os motoristas que ainda tiverem dúvidas de como funciona o sistema do decreto devem entrar em contato com o órgão para esclarecimentos e para que já se adaptem ao que está previsto.

Ainda de acordo com José Carlos, os motoristas devem ficar despreocupados com a fiscalização nesse período até entrar em vigor o decreto. Já que a CMTU está atuando para orientar a categoria.

Os veículos vão ter uma identificação por adesivo no para-brisa. Para atuar, ter comprovada residência de no mínimo três meses em Londrina. Além de ser cobrada uma taxa do município de R$ 0,08 por quilômetro rodado.

Outras informações sobre o decreto e regulamentação podem ser obtidas pelo 3379-7900.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade