TERCA, 14/05/2019, 18:39

Pontes do Lago Igapó devem ser finalizadas em julho

No total são seis pontes, quatro recuperadas e outras duas totalmente reconstruídas.

Por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC entre a prefeitura de Londrina e a empresa responsável pela construção de um Hospital na beira do Lago Igapó, seis pontes de madeira estão sendo recuperadas ou reconstruídas.

Os trabalhos começaram em janeiro desse ano, depois de identificar que o heliponto do Hospital estava acima do permitido para a área.

Um projeto de lei foi encaminhado para a Câmara de vereadores e aprovado para que a construção do heliponto se mantenha 1,5 metro acima do que previa a lei. Com isso as obras do prédio ficam legalizadas.

Os vereadores e o município alegam que o espaço é de utilidade pública e de necessidade aos munícipes já que não tem outro heliponto na cidade. Assim serviços de saúde pública podem utilizar o espaço.

De acordo com um representante da empresa que está responsável pela execução das obras, foram recuperadas quatro pontes, as outras duas que serão reconstruídas estão aguardando madeiramento e tratamento do material adequado para que sejam conservadas por mais tempo para depois montagem e instalação. A expectativa é que até o fim de julho estejam todas prontas. Ainda dentro do prazo.

De acordo com o Secretário de Obras de Londrina, João Verçosa, a empresa ainda está dentro do prazo para entrega das obras que inicialmente era de seis meses, se passar do prazo, terão que justificar os motivos.

Uma das principais pontes interditadas é uma de madeira que fica próxima a Faria Lima que foi interditada em setembro de 2017, outra está abandonada há mais de seis anos.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade