SEGUNDA, 26/02/2018, 18:48

Prefeitura de Londrina ainda não sabe quando começa construção do posto de saúde da Vila Fraternidade

A unidade foi demolida em agosto de 2014 por problemas nas estruturas e os moradores do bairro precisam ir para bairros vizinhos em busca de atendimentos.

A Prefeitura de Londrina suspendeu no início desse ano a licitação para reconstruir a Unidade Básica de Saúde – UBS da Vila Fraternidade, região leste, uma das mais antigas do município.

O primeiro orçamento feito pela Secretaria de Saúde era de R$ 1,2 milhão, sendo que R$ 500 mil viriam como contrapartida da prefeitura e o restante do Estado. Tudo mudou por necessidade de readequação da estrutura e com isso a unidade será 40 metros menor. Mas não há previsão de quando o posto será reconstruído.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, o que a prefeitura caminha inicialmente é com o projeto arquitetônico da unidade e projetos complementares. Somente depois de finalizada essa etapa será aberto novo processo licitatório para contratação da empresa que vai executar as obras.

Ainda de acordo com o Secretário Municipal de Saúde, os planos mudaram depois da última suspensão do certame. A partir de agora, o poder público pretende gastar até R$ 800 mil para reerguer a UBS. Desse montante, R$ 600 mil são provenientes do governo estadual e R$ 200 mil do município. Os recursos restantes serão redirecionados.

A construção antiga da década de 70 estava comprometida e o prédio precisou ser desativado. A unidade foi demolida em agosto de 2014 porque havia se transformado em mocó para moradores de rua, mas estava desativada desde 2013.

Os moradores passaram a serem atendidos em unidades de saúde de bairros vizinhos, como o da Vila Ricardo, algo paliativo que ainda permanece.

Por Bruno Carraro

Comentários