QUARTA, 22/09/2021, 19:24

Primeiros adolescentes com comorbidades são vacinados em Londrina

Até agora, cerca de 80% dos cadastrados não conseguiram agendar aplicação por conta da falta de atestado médico.

A prefeitura de Londrina iniciou, nesta quarta-feira (22), a nova etapa da imunização contra a Covid-19, que contempla adolescentes, na faixa etária entre 12 e 17 anos, que têm algum tipo de comorbidade atendida pela campanha.

O primeiro jovem a ser contemplado pela ação foi Matheus de Sousa, de 12 anos. A mãe dele, Patrícia de Sousa contou que a espera pela vacina era grande e agora com a primeira aplicação, se sente mais aliviada.

Outro jovem que recebeu o imunizante foi Nicolas Cardoso, também de 12 anos. Ele disse que ficou muito feliz em poder tomar a primeira dose anti-covid, mas reforça que os cuidados para evitar o coronavírus continuam.

A avó do Nicolas, dona Cleide da Silva, se emocionou ao ver o neto sendo imunizado e espera que mais adolescentes também sejam vacinados nesta nova etapa da campanha no município.

Para o secretário municipal de saúde Felippe Machado o início da vacinação dos adolescentes em Londrina representa um avanço importante no combate à pandemia na cidade e reforça a importância da adesão à campanha.

O agendamento da aplicação anti-covid para este novo grupo foi liberado pela prefeitura na manhã de quarta-feira. De acordo com Machado, aproximadamente 1.000 adolescentes com comorbidades já se cadastraram, mas cerca de 200 deles, apenas, tiveram a documentação necessária validada. Ele aponta que a apresentação do laudo médico que comprove a situação é fundamental para dar continuidade no processo de vacinação.

O secretário aponta ainda para possibilidade de iniciar a imunização de adolescentes sem comorbidades já na semana que vem, começando pelos jovens com 17 anos. O município segue atendendo a população geral adulta em todas as Unidades Básicas de Saúde que fazem parte da campanha até sábado

A partir deste dia, o Centro de Imunização da Zona Norte, principal ponto de vacinação em Londrina, passa a atender exclusivamente às doses de reforço em idosos com mais de 70 anos e imunossuprimidos, além dos adolescentes com comorbidades. Os demais públicos vão poder agendar a aplicação nas outras cinco UBS’s que estão realizando a vacinação contra o coronavírus, como a unidade do Jardim do Sol e da Vila Casoni.

Por Victor Assis

Comentários