SEGUNDA, 14/08/2017, 18:57

Procon vai fiscalizar estabelecimentos para garantir atendimento prioritário a pessoas com autismo

Agora, com a lei municipal, as pessoas com o transtorno não deverão se sujeitar às filas de espera comuns.

Com a sanção da lei 12.541, todos os estabelecimentos públicos e privados (comerciais ou não) devem se atentar a preferência no atendimento a pessoas com autismo. O coordenador do Procon Londrina, Gustavo Richa afirma que a fiscalização vai ser intensificada nesses casos, para garantir os direitos dos autistas. O órgão de defesa do consumidor promete receber as reclamações em caso de não cumprimento da lei.

Ele ressalta que as pessoas com o Transtorno Espectro Autista (TEA) não deverão se sujeitar às filas de espera comuns e receberão atendimento que facilite a resolução das demandas de forma mais rápida. A lei sancionada pelo prefeito Marcelo Belinati prevê ainda a utilização das vagas preferenciais nos estacionamentos. 

Segundo dados da Diretoria de Regulação da Atenção à Saúde (DRAS), da Secretaria Municipal de Saúde, mais de 1250 pessoas recebem atendimento especializado em Déficit Intelectual de Transtorno Global do Desenvolvimento (DITGD), que inclui o autismo.  

Por Claudia Lima

Comentários

Publicidade