TERCA, 13/07/2021, 08:00

Programa Sinal Vermelho ajuda mulheres vítimas de violência

Desenho de um X na palma da mão indica que a vítima enfrenta situação de risco

Tramita na Câmara de Vereadores de Londrina um projeto de lei para instituir na cidade o programa Sinal Vermelho, voltado para proteção de mulheres em situação de violência.

Segundo a proposta, a sinalização de um X desenhado na palma da mão com uma caneta, batom, ou outro material preferencialmente na cor vermelha, representa um pedido de socorro e ajuda.

Quem identificar o sinal, deve imediatamente pegar o nome, endereço e telefone da vítima e ligar para os números de emergência, como o 190 da Polícia Militar, 153 da Guarda Municipal, 180 do Centro de Atendimento à Mulher, ou o 181 da Polícia Civil, reportando a situação. 
A proposta prevê campanhas de orientação principalmente de repartições públicas, shoppings, supermercados, bares, restaurantes e portarias de condomínios.

Segundo uma das autoras da proposta, a vereadora Sônia Gimenez, a secretaria municipal de políticas públicas para as mulheres já realizou divulgações do sinal vermelho em campanhas principalmente em março, mas a ideia é que as ações sejam permanentes.

O projeto é assinado pelas sete mulheres do Legislativo londrinense. Mara Boca Aberta relatou episódios em que as mulheres são impossibilitadas de chamar por socorro em situações de extrema violência.

O projeto recebeu parecer favorável da comissão de justiça e passa por outras comissões antes de ser votado em plenário. 
 

Por Marco Feltrin

Comentários