SEGUNDA, 24/05/2021, 07:05

Projeto que limita número de passageiros nos ônibus pela metade sofre derrotas na Câmara de Londrina.

Três das quatro comissões que analisaram a proposta deram parecer negativo

O projeto de lei do vereador Roberto Fu que pretende limitar o transporte de passageiros em 50%  da capacidade dos ônibus enquanto durar a pandemia da Covid-19 sofreu mais duas derrotas na Câmara de Londrina. As comissões de Política Urbana e Meio Ambiente e de Desenvolvimento Econômico e Agronegócio deram parecer contrário à tramitação da proposta, assim como já havia feito a Comissão de Justiça. Até o momento, apenas a Comissão de seguridade Social foi a favor do projeto, que tramita desde julho do ano passado.

O principal argumento contrário é que a iniciativa vai interferir no equilíbrio econômico-financeiro do contrato estabelecido entre a prefeitura de Londrina e as duas empresas responsáveis pelo transporte coletivo na cidade. Em manifestação recente, a Londrisul informou que a arrecadação das empresas caiu bruscamente na pandemia e, o prejuízo mensal neste ano chega próximo aos 5 milhões de reais.

Em resposta a um ofício encaminhado pelas comissões, o presidente da CMTU, Marcelo Cortez, classificou a proposta como “inexequível”, por conta da necessidade de um número muito maior de veículos, motoristas e gasto com combustível. Além disso, a implantação levaria no mínimo seis meses para compra de novos ônibus, contratação e treinamento de novos motoristas.

O vereador Eduardo Tominaga questionou qual seria a fonte de recursos para bancar essa estrutura, enxergando apenas duas alternativas: subsídio por parte da prefeitura, ou aumento de tarifa.

O autor da proposta, vereador Roberto Fu, saiu em defesa do projeto alegando que neste momento a saúde deve falar mais alto que a economia, adotando a medida mesmo que haja aumento de custos.

Os pareceres das quatro comissões serão analisados em plenários por todos os vereadores para definir sobre a continuidade ou não do projeto.

Por Marco Feltrin

Comentários