SEGUNDA, 16/11/2020, 19:34

Quem não foi às urnas no domingo e não conseguiu justificar o voto tem 60 dias para resolver a situação

Instabilidade do aplicativo e-Titulo, uma das possibilidades para o eleitor fazer a justificativa continuava nesta segunda-feira, de acordo com o TRE.

Por conta do grande número de acessos, o aplicativo e-Titulo apresentou muita instabilidade ao longo de todo o domingo e muito eleitor, por todo o país, acabou não conseguindo utilizar a plataforma para enviar a justificativa de ausência nas urnas. Quem não conseguiu fazer isso pelo aplicativo pode resolver o problema, seja pelo mesmo e-Titulo ou pelo Sistema Justifica, na página do Tribunal Superior Eleitoral.

Além dessas opções, o cidadão que estava fora do domicílio eleitoral no domingo e não votou pode justificar a ausência nas urnas em um formulário de papel, que foi disponibilizado em todas as seções no dia da eleição, e ainda pode ser acessado na página do TSE, nos cartórios, postos e centrais de atendimento ao eleitor.

A coordenadora de Comunicação Social do TRE paranaense, Rubiane Kreuz, explica que, em função das dificuldades de acesso, que permaneciam até esta segunda-feira, o eleitor tem até 60 dias para fazer a justificativa, mas vai ser preciso explicar porque não conseguiu comparecer às urnas.

Rubiane Kreuz explica ainda que o Tribunal Regional Eleitoral vai recomendar aos juízes que aceitem as justificativas de quem teve dificuldades de acesso. E afirma que quem não justificar a ausência nas urnas de nenhuma forma, mesmo após os 60 dias de prazo, e não pagar a multa, entre outras penalidades, fica impedido de tirar carteira de identidade, passaporte, de participar de concurso público ou de assumir cargo público.

O e-Título pode ser baixado de graça para qualquer uma das plataformas.

O eleitor que estava no exterior no domingo pôde justificar a ausência nas urnas pelo e-Título, no dia e no horário da votação. Quem não conseguiu fazer isso, também tem o mesmo prazo de 60 dias, ou 30 dias, contados da data do retorno ao Brasil, para apresentar a justificativa.

Por Marcos Garrido

Comentários