SEXTA, 19/02/2021, 09:00

Reunião na Câmara discutiu mudanças nas disciplinas do Ensino Médio no Paraná

Aulas de Filosofia, Artes e Sociologia foram reduzidas pela metade.

A mudança na matriz curricular do ensino médio na rede estadual, que reduz as aulas de Artes, Filosofia e Sociologia a partir deste ano, foi tema de uma reunião pública na Câmara de Vereadores de Londrina. O encontro, que durou uma hora e meia, foi solicitado pelo Coletivo Estadual de Humanidades do Paraná, que reúne professores das três disciplinas diretamente afetadas.

A normativa foi publicada pelo Governo do estado em dezembro do ano passado e determina uma matriz curricular única, obrigando a mesma carga horária de disciplinas para todas as escolas estaduais. Antes, havia um mínimo de duas horas/aula e máximo de quatro por disciplina por semana. Agora, Língua Portuguesa terá quatro aulas semanais, Matemática três, e Filosofia, Artes e Sociologia apenas uma.
Edmara Domingues de Oliveira, representante do Coletivo Estadual de Humanidades, criticou a forma como a mudança foi conduzida, sem dialogar com professores, pais e alunos.

O professor de Filosofia e História, Avanir Mastey, defendeu a importância das disciplinas que tiveram o tempo reduzido para a formação de bons profissionais para o mercado de trabalho.

A vereadora Lenir de Assis, presidente da Comissão de Seguridade Social, falou em um processo de sucateamento da escola pública, associando ainda à criação de mais escolas cívico militares no Estado.

Flávia Cabral, que além de vereadora é professora de Língua Portuguesa em cursinho pré-vestibular, fez um alerta para a diferença que os alunos de escola pública terão frente aos que se preparam em instituições particulares na hora de concorrer a uma vaga na universidade.

O ano letivo da Rede Estadual começou na última quinta-feira com aulas de reforço ainda em formato remoto. A partir de 1o de março, está previsto o início das aulas em formato híbrido.

Por Marco Feltrin

Comentários