TERCA, 15/09/2020, 18:02

Secretaria Estadual de Saúde libera todo tipo de cirurgia eletiva para hospitais particulares

De acordo com a Sesa, mudança tem como objetivo principal reduzir filas de espera, mas só vale para unidades de saúde que se responsabilizarem pela compra de anestésicos e relaxantes musculares.

A nova Resolução da Sesa autoriza os hospitais privados, que não fazem parte do plano estadual de atendimento à Covid-19, a realizarem qualquer cirurgia eletiva, desde que se responsabilizem pela compra dos anestésicos e relaxantes musculares necessários para os procedimentos. De acordo com a Secretaria, a nova orientação tem como objetivo principal diminuir as filas de espera.

A suspensão das cirurgias eletivas foi determinada para que houvesse uma economia nos principais insumos usados nos procedimentos, e que também são utilizados pelos pacientes graves internados de Covid-19, além de servir também para controlar a ocupação dos leitos de UTI no Estado.

No mês passado, outra Resolução da Sesa alterou a suspensão geral para cirurgias eletivas e restringiu apenas os procedimentos hospitalares que necessitassem de terapia intensiva no pós-operatório e de anestesia geral.

O assessor especial do gabinete da Secretaria de Saúde, César Neves, destaca que as restrições continuam para as 56 unidades de saúde que atendem pacientes da Covid-19.

A nova orientação também recomenda que a suspensão não se aplique a procedimentos de cardiologia, oncologia, nefrologia, exames considerados necessários em caráter de urgência, procedimentos a serem realizados em âmbito laboratorial e que, a critério médico, sejam considerados de urgência ou emergência.

Por Marcos Garrido

Comentários