QUINTA, 08/04/2021, 19:11

Sem vacinas, cidades da região interrompem aplicação de primeiras doses de imunizante contra Covid

De acordo com secretarias de Saúde, não há previsão de quando novos lotes para primeira aplicação devem ser entregues aos municípios.

Em Cambé, a primeira aplicação do imunizante anti-covid está interrompida desde o último sábado. De acordo com a secretária de Saúde Adriane Bertan, atualmente, a campanha de imunização do município atende à faixa etária de 67 anos, mas sem a chegada de novos estoques não é possível ampliar a cobertura da vacinação. Ela explica que uma nova remessa está prevista para chegar nos próximos dias, mas que são direcionadas à segunda aplicação do público-alvo.

Na última quarta-feira (7), Cambé deu início ao cronograma da segunda dose para idosos com mais de 80 anos. Já neste sábado, é a vez do grupo com 78 anos ou mais, que foram vacinados com a primeira dose da Coronavac até o dia 16 de março.

O município adotou o sistema drive-thru para atender à população, que, a partir das 9h, pode se dirigir a dois pontos da cidade para vacinação: na Rodoviária de Cambé, que fica na Avenida Brasil, 1336, como também no Centro da Juventude, localizado no Jardim Castelo Branco.

A falta de vacinas também preocupa outros municípios da região. Em Rolândia, a Secretaria Municipal de Saúde aguarda novos lotes de imunizantes destinados à primeira dose para dar continuidade à vacinação de idosos com 67 anos ou mais. Paloma Pissinati, secretária da pasta, afirma que não há uma data definida para envio das doses, como também não recebeu informações sobre a quantidade prevista para chegar no município.

Segundo ela, Rolândia recebeu uma grande quantidade de segundas doses e que novas ações de vacinação, incluindo drive-thru, podem ser realizadas na próxima semana. Até agora, a cidade com pouco mais de 60 mil habitantes vacinou cerca de 17% do grupo prioritário.

Para a secretária de Ibiporã, Leiliane de Jesus, a falta de vacinas prejudica o avanço do cronograma e cria dificuldades na elaboração de estratégias para imunização do público-alvo, além da frustração vivida pelos idosos e familiares. Assim como Cambé e Rolândia, o município não tem mais primeiras doses para a população.

Ao todo quase 6 mil pessoas já foram vacinadas com a primeira dose no município de Ibiporã. De acordo com a secretária, aproximadamente 1100 ibiporaenses receberam a segunda aplicação do imunizante contra a Covid-19.

Por Victor Assis

Comentários