TERCA, 19/01/2021, 19:35

UPA do Sabará recebe primeiras doses da vacina contra coronavírus

De acordo com Secretário de Saúde, previsão é de imunizar público-alvo da primeira etapa até fim da semana.

Um dos portões de entrada para o atendimento a pacientes diagnosticados com Covid-19, em Londrina a Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Sabará, na região Oeste da cidade, foi a segunda unidade de saúde que teve profissionais vacinados contra a doença. Na tarde desta terça-feira (19), a equipe que atua na UPA Sabará recebeu as primeiras doses da Coronavac.

Foram 40 pessoas vacinadas na ocasião, mas, 200 funcionários do centro de atendimento serão imunizados durante as escalas de trabalho. Ao todo, em Londrina, cerca de 8.400 profissionais da Saúde e outras mil pessoas, entre residentes e funcionários de Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) devem receber doses do imunizante nesta primeira etapa.

A primeira pessoa a ser vacinada foi a técnica de enfermagem Rosemeire Oliveira de Paula, de 53 anos. Ela, que atua na linha de frente contra o coronavírus conta que a sensação, após receber a dose do imunizante, é de alegria e alívio por se proteger e pelos familiares à sua volta.

Ela ainda relembra de momentos de preocupação causados pela pandemia. Segundo Rosemeire, em quase três décadas de atuação na Saúde, ela nunca havia presenciado um desafio tão grande na profissão como a crise sanitária. A técnica de enfermagem diz que foi um período de muita angústia, mas destaca que a adesão da sociedade à vacinação é fundamental para o fim da pandemia.

A coordenadora de enfermagem da UPA do jardim Sabará, Kátia Fermino, também foi vacinada e compartilha do sentimento de Rosemeire. Ela, que atua no atendimento de casos da Covid-19 desde o início da pandemia, explica que à medida que o plano de imunização avançar, a situação epidemiológica do município deve apresentar melhora. A profissional ainda afirma que o imunizante é uma esperança de dias melhores para toda a população.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, nos próximos dias a pasta vai dar continuidade ao programa de vacinação no município, priorizando profissionais da saúde, na linha de frente da Covid-19, e idosos que estão em instituições de longa permanência. Segundo Machado, 10 equipes volantes vão estar disponíveis para aplicar as vacinas.  Em grandes hospitais, a Secretaria de Saúde vai contar com o apoio de equipes das instituições para realizar a vacinação. A previsão é que esta primeira etapa seja concluída até o fim da semana.

Mais cedo, na cerimônia simbólica realizada no Hospital Universitário, o secretário ainda comentou que, apesar do início da campanha de vacinação, as medidas preventivas contra o coronavírus continuam sendo necessárias até que ampla parcela da população tenha recebido as duas doses do imunizante.

A cidade de Londrina possui cerca de 25 mil profissionais da Saúde. Com a primeira remessa de doses da Coronavac, menos de 50% destes estarão imunizados contra a Covid-19. O secretário ainda explicou que pela proporção da cobertura de vacinação, as equipes que estão no atendimento direto a casos de coronavírus terão prioridade, como é o caso da UPA do jardim Sabará. No entanto, Machado garante que todos os profissionais da Saúde serão vacinados quando mais doses estiverem disponíveis.

Por Victor Assis

Comentários