TERCA, 30/03/2021, 19:31

Venda de pinhão será liberada a partir de quinta-feira em todo Paraná

Medida pretende incentivar consumo consciente e fortalecer reprodução da araucária.

A atividade foi autorizada pelo Instituto Água e Terra (IAT), que orienta que a semente seja colhida de frutos que já caíram, para garantir que o pinhão esteja maduro, como também evitando acidentes relacionados à queda.

De acordo com o diretor-presidente do IAT, Everton de Souza, o consumo de pinhão verde, que possui casca esbranquiçada, apresenta riscos à saúde humana. Com alto teor de umidade, a semente imatura favorece a presença de fungos que podem tornar o alimento tóxico para ingestão.

Ele explica que antes da data determinada pelo Instituto, tanto a colheita como a comercialização, o transporte e armazenamento da semente são proibidos. A liberação, no entanto, busca criar um equilíbrio entre a geração de renda, da venda do pinhão, e a preservação da araucária, que é a árvore símbolo do Paraná e que segue ameaçada de extinção.

A pessoa que for identificada comercializando, transportando ou armazenando a semente antes da liberação pode ser multado em R$300 a cada 60 quilos e responder a processos administrativo e criminal. Além disso, a venda de pinhões de outros estados é proibida. Denúncias de irregularidades relacionadas ao pinhão podem ser realizadas pelo site do IAT, na aba Fale Conosco.

Por Victor Assis

Comentários