SEXTA, 02/08/2019, 11:30

Vereador questiona contrato entre Sercomtel e Copel por aluguel de postes

Companhia de energia é uma das sócias da telefônica

A Sercomtel Telecomunicações firmou um contrato com a Copel, segunda maior detentora de ações da companhia, para compartilhar pontos de fixação em postes de energia para instalação de cabos de fibra óptica. O acordo, que não exigiu licitação, prevê pagamento de 4 reais e 11 centavos por ponto de fixação, além de R$ 23,88 por mês para cada fonte de tensão ou equipamento instalado nos postes.

O contrato foi assinado em 15 de março e tem vigência de um ano, podendo ser renovado automaticamente por até quatro anos.

O fato de uma sócia cobrar o aluguel da Sercomtel chamou a atenção de um munícipe, que procurou o vereador Eduardo Tominaga.


Tominaga é presidente da Comissão Especial que acompanha o processo de caducidade enfrentado pela Sercomtel junto à Anatel. Segundo ele, os trabalhos continuam mesmo após o sinal verde para a privatização ser dado pela Câmara de Vereadores.

Por Marco Feltrin

Comentários