SEGUNDA, 13/06/2016, 18:54

Governo do estado libera recursos para reforma da Penitenciária Estadual de Londrina II

A unidade prisional foi parcialmente destruída durante uma rebelião no ano passado.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado já autorizou a liberação de R$ 2,7 milhões para reforma da unidade II da Penitenciária Estadual de Londrina – PEL II. A abertura do processo licitatório para contratação da empresa responsável pelas obras já foi iniciado.

A PEL II passou por uma rebelião no início de outubro do ano passado e deixou as instalações do local em alguns setores inviabilizados.

De acordo com o diretor do Departamento Penitenciário – Depen, Luiz Alberto Cartaxo, ainda não tem a data prevista para início das obras, o que se prevê é que assim que tudo estiver pronto os trabalhos de educacional e de remissão de pena para detentos que trabalham enquanto cumprem pena, devem voltar a ser realizados.

Depois da rebelião, pelo menos 40% da capacidade de abrigar detentos e de atendimento aos que cumprem pena na unidade prisional foram comprometidas.

Assim que as reformas ocorrerem a penitenciária devera voltar a abrigar a capacidade máxima de detentos, ou ampliar com até 500 novas vagas. Atualmente a PEL II abriga 760 detentos e, antes da rebelião, tinha capacidade para 1.200.

Durante as obras não haverá necessidade de transferências de detentos.

O Governo do estado também publicou a contratação de novos agentes penitenciários, por meio de Processo Seletivo Simplificado – PSS. A previsão é que até o dia 20 de julho pelo menos 1.200 agentes tenham os contratos efetivados nesse processo seletivo.

Segundo Cartaxo, atualmente são 700 agentes que estão no contrato de PSS vencendo, por isso a reposição já com pouco menos do que o dobro de vagas.

Outras informações sobre o Processo Seletivo Simplificado para agentes penitenciários, só acessar o site www.seguranca.pr.gov.br.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade