SEGUNDA, 10/06/2019, 18:38

Aumenta 10% o número de vítimas em acidentes de trânsito em Londrina no acumulado desse ano

Mas a cidade registra queda de 34% no número de mortes nas vias.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização – CMTU divulgou nessa segunda-feira o relatório de acidentes de trânsito, o “Placar do Trânsito”.

De acordo com os dados de janeiro a maio desse ano 1.813 pessoas se envolveram em acidentes de trânsito na cidade, contra 1.638 no mesmo período de 2018. São 10,7% mais vítimas.

Houve aumento ainda no número de ocorrências. Em 2018 foram 1.398, contra 1.493 em 2019. Aumento de 6,9%.

Outro número que surpreende é o de mortos, só em maio foram cinco mortes no trânsito, desse número três mortes foram em acidentes com motociclistas.

No acumulado do ano foram 29 mortes e desse número 16 eram motociclistas, mais de 50%. Seis vítimas fatais foram em atropelamentos.

Ainda de acordo com os dados, só em maio foram 402 vítimas de acidentes de trânsito, com 19 atropelamentos.

De acordo com o diretor de trânsito da CMTU, Sérgio Dalbem, os motociclistas devem dirigir de forma preventiva para evitar acidentes, já que são os mais prejudicados em acidentes de trânsito.

O número de mortes no trânsito em Londrina caiu 34% entre janeiro e maio deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. Foram 29 óbitos contra 44.

As vias municipais registraram 15 mortes. Já as rodovias estaduais e federais que cortam o município somaram 14. As vias mais perigosas, os trechos urbano e rural da PR-445 somaram oito incidentes fatais. Em seguida, com quatro óbitos, vem a BR-369.

No acumulado do ano, foram 26.894 multas por excesso de velocidade. Avançar o sinal vermelho do semáforo somam mais de 5.707 casos.

Não utilizar o cinto de segurança gerou mais de 3,9 mil e dirigir o veículo manuseando o telefone celular completam 2,7 mil multas.

Por Bruno Carraro

Comentários

Publicidade