QUINTA, 31/12/2020, 11:20

Cuidado com o acendimento de churrasqueiras pode evitar acidentes graves

Medidas simples dão mais segurança para os presentes e impedem maiores preocupações

Muitas confraternizações e festas são acompanhadas por um bom churrasco. Mas é preciso ter cautela e estar atento aos procedimentos adequados para que o evento não resulte em um acidente. De acordo com Ministério da Saúde, todos os anos, no Brasil, cerca de um milhão de pessoas sofrem queimaduras. 80% dos casos acontecem em ambiente doméstico e a churrasqueira está entre os locais mais propensos para que isso aconteça.

Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, a maioria desses acidentes é facilmente evitável, com ações simples de prevenção. A explosão causada pela churrasqueira é capaz de causar queimaduras graves, podendo até levar a óbito.

O tenente do Corpo de Bombeiros, Felipe Peixoto, alerta que a principal medida para evitar esse tipo de acidente é escolher um material adequado para realizar o acendimento. Produtos inflamáveis, como álcool líquido, não devem ser utilizados, dando preferência ao uso acendedores ou álcool em gel.

Peixoto também afirma que alimentar a brasa com líquidos inflamáveis, para acelerar a queima, é um risco para surgimento de focos de incêndio. Além disso, o tenente orienta que, se possível, churrasqueiras móveis sejam utilizadas e posicionadas em ambiente aberto, com uma distância segura em relação aos convidados.

Em caso de acidente, o Corpo de Bombeiros indica que a queimadura deve ser limpa com água abundante, protegida com um pano úmido limpo e que o serviço de emergência seja acionado.

Em Londrina, o Hospital Universitário (HU), possui um Centro de Tratamento de Queimados, que acompanha vítimas e realiza procedimentos de recuperação e cirurgias de enxerto pele. Em casos de emergências, Corpo de Bombeiros pode ser acionado pelo telefone 193.

Por Victor Assis

Comentários