QUARTA, 26/05/2021, 18:08

Detentos de Londrina prestam vestibular da UEL neste domingo em cinco unidades penais da cidade

Aprovados vão acompanhar atividades de dentro dos presídios, por conta da pandemia. Depen já instalou estrutura necessária para participação online.

São 251 pessoas que participam do processo seletivo. As provas vão ser aplicadas nas unidades penais em que os presos cumprem o regime semiaberto ou penas alternativas, seguindo os protocolos de segurança para prevenção à Covid-19.

A iniciativa é uma parceria entre o Departamento Penitenciário (Depen) e a Universidade Estadual de Londrina e é desenvolvida desde 2013. Assim como nos demais locais em que o vestibular será realizado, os detentos vão ter que responder a 50 questões objetivas, divididas entre conhecimentos gerais, língua portuguesa e estrangeira, além da redação.

O diretor do Depen em Londrina, Reginaldo Peixoto, explica que a prova é apenas a primeira fase do processo seletivo. Os candidatos que se classificarem também passam por outras etapas de avaliação para, então, se matricularem no Ensino Superior.

O vestibular já possibilitou que aproximadamente 120 detentos de Londrina pudessem cursar uma faculdade. Eles se preparam para as provas com materiais fornecidos pelo Departamento Penitenciário, além de serem acompanhados por professores da UEL que ministram aulas nas unidades prisionais.

De acordo com Peixoto, aqueles que, depois de passarem pelos processos de avaliação, forem aceitos na universidade vão participar de maneira online, por conta da pandemia. Salas de aula e laboratórios de informática foram instalados nas penitenciárias para que os internos acompanhem as atividades.

O diretor do Depen em Londrina também destaca a função social do projeto, que dá novas oportunidades aos presos de serem reinseridos à sociedade. Um levantamento feito pela instituição revelou que pouquíssimos detentos que participaram do projeto voltam para a criminalidade quando são soltos.

Além do vestibular, recentemente cinco presos de unidades de Londrina conquistaram vagas na UEL e UTFPR, por meio do Enem, nos cursos de Pedagogia e Engenharia de Alimento, Ambiental e de Materiais. Em todo o Paraná, 958 detentos realizaram a prova e 45 internos já cursam o Ensino Superior.

Por Victor Assis

Comentários