TERCA, 10/07/2018, 18:20

Fim de convênios entre prefeitura e Provopar pode deixar 1200 crianças sem atendimento e 104 funcionários sem emprego em Londrina

Irregularidades em processos fez município anunciar o fim da parceria. Poder público tem até o dia 31 de agosto pra escolher novas entidades e evitar com que serviços sejam paralisados.

A Prefeitura de Londrina enviou uma carta ao Provopar anunciando o fim da parceria com a entidade para o dia 31 de agosto. A informação já foi repassada aos 104 funcionários da entidade que trabalham nas unidades Viva Vida do município e no projeto de Economia Solidária. A previsão é de que o término da parceria cause a demissão de todos eles, sem contar a paralisação do atendimento assistencial oferecido pelas unidades para 1.200 crianças e adolescentes em todas as regiões da cidade. Quem explica é o presidente do Provopar em Londrina, Fernando Henrique Ortiz.

O fim da parceria foi motivada por irregularidades encontradas pela prefeitura na prestação de contas do Provopar. Segundo levantamento feito pela Controladoria do município, nos últimos três anos, a entidade usou quase um milhão de reais de forma indevida, para o pagamento de multas, juros e pendências relacionadas à Previdência Social, e não na execução dos serviços previstos nos convênios. Ortiz, que assumiu o Provopar no ano passado, admite que há problemas, mas destaca que a prefeitura também errou por não fiscalizar de forma mais efetiva o andamento dos trabalhos.

A Secretaria Municipal de Assistência Social já enviou um convite para 17 entidades de todo o município, pedindo para que pelo menos parte delas assuma os serviços que vão ser entregues pelo Provopar. Atualmente, a prefeitura repassa cerca de 330 mil reais por mês pra manter as unidades Viva Vida, que correm um sério risco de fechar as portas caso nenhuma outra entidade se mostre interessada. Para o presidente do Provopar, tanto um como o outro cenário devem refletir em prejuízos para os atendidos.

O Provopar tem até o dia 31 de agosto pra entregar os serviços.

Por Pauta CBN

Comentários

Publicidade