SEGUNDA, 12/03/2018, 19:40

Justiça diminui distância mínima entre Emerson Petriv e três vereadores de Londrina

Mas, o juiz negou a retirada da tornozeleira eletrônica dele.

O juiz da 5ª Vara Criminal de Londrina, Paulo Cesar Roldão acatou parcialmente o pedido da defesa do ex-vereador cassado Emerson Petriv. Ele diminuiu a distância mínima que Boca Aberta pode chegar dos vereadores Mario Takahashi e Rony Alves (que estão afastados) e Jamil Janene. O juiz aceitou a justificativa do advogado Eduardo Caldeira, que alegou que a restrição estava impedindo o trânsito dele pela cidade.

Agora, a distância mínima das vítimas é de 100 metros e da Câmara Municipal é de 500 metros. O primeiro pedido de prisão preventiva foi feito pelos advogados dos vereadores, quando Petriv esteve no Creslon, acompanhando a instalação das tornozeleiras eletrônicas em Takahashi e Alves. A alegação é que ele teria descumprido a medida cautelar e por isso, agora ele também está sendo monitorado, por decisão da justiça.

Emerson Petriv foi cassado em outubro do ano passado. Desde então, precisa cumprir medidas cautelares impostas pela justiça.

Por Claudia Lima

Comentários

Publicidade