QUARTA, 16/05/2018, 16:09

Justiça nega bloqueio de bens do ex-secretário de obras de Londrina

Walmir Matos está sendo acusado de ter beneficiado uma empresa para fazer reparos nas escolas municipais, danificadas pelas chuvas de 2016.

O juiz Emil Tomás Gonçalves, da 2ª Vara de Fazenda Pública de Londrina negou o pedido de bloqueio de bens do ex-secretário municipal de obras, Walmir Matos. O promotor Renato de Lima Castro, do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e Combate a Improbidade Administrativa (Gepatria) o acusa de ter favorecido a Construtora Empelog de Engenharia e Logística, de um amigo dele, Laercio Boguchevski.

Em 2016, o município dispensou a licitação e a contratou de forma emergencial para fazer reparos nas escolas municipais, que tiveram danos causados pelas chuvas. Na opinião do promotor, ela não tinha qualificação técnica para realizar os serviços. Matos nega as acusações.

Além disso, o promotor relata que, logo depois da contratação da empresa, o irmão do ex-secretário, Walfrides Matos teria sido admitido pela empresa. Walmir confirma o emprego do irmão, mas nega que tenha sido uma troca de favores.

O MP pediu também a devolução, pelos três citados, do dinheiro investido na contratação da empresa. Ou seja, um montante de pouco mais de R$ 408 mil, mais o valor referente à multa, que é de R$ 143 mil. O promotor Renato de Lima Castro não quis gravar entrevista sobre o assunto. Mas, garantiu que o MP vai recorrer da decisão por entender que há uma “farta prova documental de fraude”.  

Por Claudia Lima

Comentários

Publicidade