QUARTA, 30/09/2020, 17:40

Preços do arroz e do tomate disparam e fazem cesta básica fechar setembro quase 10% mais cara em Londrina

De acordo com pesquisa, conjunto de produtos para uma família de quatro pessoas está custando R$ 1.392,00 na cidade. Economista orienta consumidor a fazer pesquisa de preço e, principalmente, substituir alimentos caros por opções mais em conta

A cesta básica fechou o mês de setembro 9,6% mais cara em Londrina se o valor for comparado ao registrado no final de agosto. A alta foi apontada pela tradicional pesquisa realizada mensalmente na cidade pelo economista Marcos Rambalducci, professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira. A alta, segundo o levantamento, foi puxada pelos preços do tomate e do arroz, que dispararam 40% e 27%, respectivamente. O óleo de soja também apresentou um aumento considerável, de 17,6%, seguido pela banana, 16%; carne, 11,2%; e margarina, 8,2%.

De acordo com a pesquisa, o preço da cesta para uma pessoa ficou em R$ 464,05. Já para uma família de quatro pessoas, composta por dois adultos e duas crianças, o conjunto básico de produtos sai por R$ 1.392,14, conforme destacou Rambalducci.

Diante de preços tão salgados, o consumidor precisa ir atrás de meios para economizar. Conforme Rambalducci, uma das maneiras mais eficazes para isso envolve a chamada pesquisa de preço em supemercados, que, semanalmente, oferecem preços mais em conta nas chamadas promoções. Tanto é que o valor da cesta no estabelecimento mais barato pesquisado foi de R$ 412,08, 52 reais ou 11,2% menor se comparado à média.  Mais uma alternativa, segundo o economista, é a substituição dos alimentos caros por opções mais em conta. O preço de batata, por exemplo, caiu mais de 30% no último mês na cidade.

Rambalducci também tentou manter o otimismo, prevendo a queda do valor de alguns produtos para os próximos meses.

Por Marcos Garrido

Comentários