SEXTA, 29/05/2020, 19:52

Prefeito anuncia contratação de 50 leitos de UTI de hospital privado exclusivos para pacientes da Covid-19

Somados aos 82 leitos de Terapia Intensiva do HU, que devem ser inaugurados já no início de junho, Belinati diz que cidade terá 400 vagas de UTI e que se for preciso Município vai contratar mais.

O prefeito Marcelo Belinati e o secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, anunciaram, em uma entrevista coletiva pelas redes sociais da Prefeitura, na tarde desta sexta-feira, a contratação de 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva do Hospital do Coração, por R$ 5 milhões. As UTIs vão ser para uso exclusivo de pacientes do Sistema Único de Saúde aqui da cidade. O contrato tem duração de 60 dias e pode ser prorrogado por mais 60 dias.

Ao lado do diretor do Hospital do Coração, Roberto Galhardo, o prefeito anunciou ainda a criação de outros 82 leitos de UTI SUS específicos para a Covid-19 no Hospital Universitário. No caso do HU, as vagas vão atender também de outros municípios da região.

Com isso, somados aos 269 leitos já existentes, segundo Belinati, o Município passaria a ter 401 leitos de Terapia Intensiva. O prefeito destacou a quantidade de leitos de UTI disponibilizados pela Prefeitura para os pacientes da Covid-19 de Londrina, muito acima do número oferecido, por exemplo, em alguns estados brasileiros.

O protocolo de intenção do acordo com o Hospital do Coração foi assinado durante a coletiva e a expectativa do secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, era de que o contrato, fosse assinado ainda na noite desta sexta-feira.

Segundo o prefeito, o hospital de campanha do HU deve começar a funcionar a partir do dia 10 de junho. Além dos 401 leitos de UTI já definidos, existe ainda a possibilidade de ampliar o número de vagas em enfermaria, segundo Belinati, junto à Santa Casa e outras unidades, para desafogar o atendimento na rede especializada na Covid-19.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, já nos próximos dias, 20 dos leitos de UTI previstos para o HU e outros 20 de enfermaria, já devem estar funcionando.

Segundo o secretário, apesar do aumento do número de casos positivos nos últimos dias, isso não se refletiu na taxa de ocupação de leitos, não só de UTI. Na quinta-feira a taxa de ocupação dos leitos de UTI da cidade, de acordo com Machado, chegou a 65%.

De acordo com Felippe Machado, o valor pago por leito de UTI no Hospital do Coração é exatamente igual ao recebido pelo HU, R$ 1.600.

Por Marcos Garrido

Comentários