QUARTA, 04/03/2020, 18:18

Prefeitura quer mudança na lei que institui “Banco de Ração”

Aprovada em 2018 conseguiu doações apenas no início do projeto. A nova proposta prevê que a administração municipal compre o alimento para os animais.

O projeto de lei que institui o “Banco de Ração” em Londrina deve passar por modificações.

Aprovado em 2018 na Câmara, inicialmente foram coletadas de doações quase 10 toneladas de ração para animais que foram encaminhadas para Organizações Não Governamentais – ONGs e para protetores de animais.

Mas as doações pararam. Para conseguir mais visibilidade do projeto e fortalecer a doação a prefeitura quer mudar a lei, dando possibilidade da administração pública comprar os alimentos e repassar para as entidades protetoras.

De acordo com o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, o projeto de lei já foi enviado a Câmara municipal, e a proposta prevê que emendas parlamentares possam ser feitas para aquisição da ração.

No atual projeto quase 90 famílias e 100 protetores de animais estão cadastrados.

O prefeito não soube estipular valor, mas garante que já reserva recursos municipais para liberar a compra da ração.

O novo projeto de lei passa pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e depois segue para as demais comissões.

Famílias interessadas ou protetores de animais que tem interesse em receber o benefício podem se cadastrar no londrina.pr.gov.br. Para mais detalhes o telefone é o 3372-4775.

Por Bruno Carraro

Comentários