QUARTA, 24/06/2020, 08:40

Projeto de lei acaba com o cargo de corregedor da guarda municipal

Ivestigações de irregularidades envolvendo agentes serão analisados pela corregedoria geral do município

A prefeitura de Londrina encaminhou dois projetos em regime de urgência para a Câmara de Vereadores para integrar
a Corregedoria da Guarda Municipal à Corregedoria Geral do Município. O objetivo é unificar procedimentos e
aproveitar a estrutura já existente no órgão que investiga irregularidades entre os servidores.

Com a proposta, fica extinto o cargo de Corregedor da Guarda Municipal, com salário de R$ 13,4 mil. Serão criadas
quatro funções de corregedores adjuntos, resultando em uma economia mensal de 469 reais aos cofres públicos.
Segundo o procurador jurídico João Luiz Esteves, as mudanças não trarão prejuízo às investigações e sindicâncias
envolvendo guardas municipais.


O vereador José Roque Neto questionou qual será o sistema de seleção dos corregedores adjuntos entre os agentes
da Guarda.

A denúncia a qual o vereador se refere chegou à corregedoria geral do município por meio do Ministério Público. Mas o
corregedor Alexandre Trannin não tinha competência para analisa-la.


O projeto foi aprovado em primeira discussão por unanimidade, e deve voltar a ser analisado já na próxima sessão,
para atender prazos da legislação eleitoral, uma vez que envolve criação de cargos.

Por Marco Feltrin

Comentários