SEXTA, 26/02/2021, 19:51

Abrasel lamenta decreto estadual que proíbe funcionamento de bares e restaurantes

De acordo com entidade, governo não apresenta contrapartidas para suspensão das atividades e estabelecimentos correm risco de fecharem as portas definitivamente. 

Com a publicação do novo decreto estadual que busca conter o avanço da pandemia, alguns setores econômicos demonstraram discordância à medida. A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) Norte do Paraná recebeu a decisão com preocupação.

Segundo João Paulo Albuquerque, vice-presidente do grupo, a resolução do Governo do Estado prejudica os estabelecimentos por não possibilitar tempo hábil para que os espaços se adequem.

 

De acordo com os dados da entidade, Londrina tem cerca de três mil bares e restaurantes. Albuquerque explica que desde o início da pandemia, o número de estabelecimentos que fecharam definitivamente pode ter chego aos 30%. Ele considera que as medidas determinadas podem afetar ainda mais os empresários e trabalhadores do setor.

 

 

Recentemente, a Abrasel Norte do Paraná informou que buscaria junto à prefeitura de Londrina, por medidas reparatórias referentes aos prejuízos causados pelo fechamento dos espaços durante a pandemia. O vice- presidente da entidade afirma que o núcleo paranaense também protocolou um pedido semelhante, direcionado ao governo estadual.

 

O representante da Associação ainda considera que os bares e restaurantes não são responsáveis pela propagação do vírus na região. Ele argumenta que poucos casos foram registrados entre os funcionários e considera improvável que os espaços representem riscos à situação epidemiológica do município

Por Victor Assis

Comentários