QUARTA, 06/11/2019, 18:50

Adapar decide liberar prazo para plantio da soja

Nova norma foi publicada nesta quarta-feira e atende pedido de entidades e produtores do estado.

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, a Adapar, publicou, nesta quarta-feira, uma norma que libera o prazo para a semeadura da soja em todo o Estado. A portaria 342, que define o período do chamado vazio sanitário e outras medidas para o controle da ferrugem asiática, substitui a antiga norma, que determinava 31 de dezembro como data limite para o plantio. A nova regra não define a data final para semeadura, mas os produtores têm até 15 de maio para a colheita ou devem interromper o ciclo do grão.

A Agência garante que o vazio sanitário, que vai de 10 de junho a 10 de setembro, como medida para evitar a ferrugem asiática, continua. Nesse período fica proibido cultivar, manter ou permitir a existência de plantas vivas de soja em todo o estado. O diretor-presidente da Adapar, Otamir Martins, afirma que o Paraná, segundo produtor brasileiro do grão, segue alinhado com o Programa Nacional de Controle de Ferrugem Asiática do Ministério da Agricultura.

Segundo Martins, a prorrogação foi um pedido das entidades e dos produtores do estado, já que o clima não ajudou muito e a seca atrasou o plantio do grão, principalmente nas regiões Sul e Sudoeste. Outra justificativa foi de que Santa Catarina permite o plantio da soja até 10 de fevereiro.

O diretor-presidente da Adapar diz ainda que a decisão só foi tomada após ampla discussão e diversas reuniões com a Secretaria da Agricultura, produtores e entidades.

Para o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antônio Sampaio, a medida foi acertada, já que boa parte dos produtores está com o plantio atrasado. Sampaio questiona apenas a falta de limite para a semeadura do grão e diz que é preciso ficar atento ao ciclo da cultivar para não passar do prazo máximo de colheita.

Outro ponto definido na nova regra é a proibição do plantio de soja sobre soja. A nova portaria pode ser encontrada no endereço www.adapar.pr.gov.br.

Por Marcos Garrido

Comentários